Limites do plantão: Médico preso por furto de medicamentos

Um médico anestesista foi preso em Pimenta Bueno/RO após ser flagrado com 26 frascos de medicamentos, cinco agulhas e uma seringa. Questionado pela polícia, o médico informou que é viciado em medicamentos opióides e que é médico plantonista de um hospital de outra cidade próxima.

Assim como acontece com a população geral, médicos podem recorrer ao uso de substâncias químicas e medicamentos controlados por uma série de razões emocionais e físicas. O principal ponto de divergência está no acesso mais simples a esses componentes, que pode facilitar no abuso desses compostos.

Um dos principais motivos do inicio no uso das substâncias é o efeito das horas seguidas de trabalho, típicas do plantão, de médicos e enfermeiros.

É necessário, médicos e estabelecimentos de saúde ficarem cientes dos direitos dos plantonistas, evitando quadros como o citado, além de possíveis erros médicos, como:

  • Descanso médico: em qualquer trabalho contínuo cuja duração ultrapasse seis horas, é obrigatória a concessão de um intervalo de alimentação ou repouso.
  • Condições dignas de trabalho: é de responsabilidade do Diretor Técnico da instituição assegurar condições dignas de trabalho e os meios indispensáveis à prática médica.
  • Repouso: utilização de espaços de descanso para médicos plantonistas em estabelecimentos de saúde, sejam hospitais públicos ou privados, quando não houver atendimento a ser realizado e desde que não haja qualquer prejuízo ao paciente.

Por se tratar de um assunto delicado, ainda é um debate difícil de lidar dentro das instituições de saúde e até mesmo muitos colegas ainda evitam falar sobre a questão. Seja por, falta de conhecimento sobre os procedimentos devidos para relatar o caso a alguém, o medo de prejudicar o colega ou até mesmo o receio de sofrer retaliação por parte dos superiores ou do próprio colega.

Para lidar com isso, os hospitais precisam estar preparados com uma rede de apoio, palestras e obter regras claras dentro do estabelecimento. Além disso, a busca por um advogado especialista em Direito Médico irá conseguir ser o auxílio tanto para o médico, em busca de seus direitos evitando futuros problemas, como para a gestão do hospital, em saber como agir nesses casos ou como evitá-los.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp

Categorias

Tags mais Populares